quinta-feira, 11 de março de 2010

O Rapaz do Pijama às Riscas

"  - Eu sei que não - disse Bruno frustrado. - O que eu quero saber é: se não somos judeus, então o que é que somos?
  - Somos o oposto - respondeu Gretel muito depressa, parecendo bem mais satisfeita com a resposta. - Sim, é isso mesmo. Somos o oposto.
  - Está bem - disse Bruno, satisfeito por ter finalmente tudo esclarecido na sua cabeça. - Os opostos vivem deste lado da vedação e os judeus vivem daquele.
  - É isso mesmo, Bruno.
  - Então os judeus não gostam dos opostos?
  - Não, estúpido, somos nós que não gostamos deles.
  Bruno fez cara feia. Já tinham dito vezes sem conta à Gretel que não lhe chamassem estúpido, mas ela continuava.
  - Então, porque é que nós não gostamos deles? - perguntou ele.
  - Porque eles são judeus - disse Gretel.
  - Estou a ver. Os opostos e os judeus não se dão muito bem.
  - Não, Bruno (...)

Bruno viu ao longe "um pontinho que se transformou numa pintinha, depois numa manha e por fim num vulto que por sua vez se converteu num rapaz de pijama às riscas". Um história de uma amizade maravilhosa. Um livro simples e amoroso (faz parte do plano de leitura nacional para os 7º, 8º e 9º anos). Lê-se num instante e vale cada segundo investido.


5 sentidos:

Nokas* disse...

Eu ainda não vi o filme. Mas cheira-me que sou capaz de chorar, nao?

Joana Pereira disse...

Eu por acaso só vi o filme. Adorei. É uma história de amizade incrível.. E tenho para mim que também ía gostar muito do livro.. Por isso, um dia destes já sei o que fazer. :D

Bunyssa* disse...

Eu vi o filme..adorei, claro! :)
E sim, Nokas... não dá para conter a lagrimazita..

Periquito disse...

Essa gretel deve ser amiga do mário machado (pa quem não sabe, líder do grupo de extrema-direita Hammerskins em Portugal)

Leila Reis disse...

Adorei! Adorei! Adorei!