quarta-feira, 24 de junho de 2009

Um dia (em) cheio


Oito da manhã. Já atrasada mas, inexplicavelmente, na maior das calmas. Às nove começou o exame e tudo correu muito bem até meio. O pior mesmo foi quando sabia qual era a resposta e nenhum dos meus cálculos dava certo. Vá, no geral, até correu bem... se não me lembrar dos erros estúpidos que, provavelmente, não me deixarão cumprir o meu objectivo. Sem crise. Estou feliz, só falta inglês (na primeira fase). : )

A tarde foi linda. Praia, prainha, a minha praia com pouca gente (e boa!), quente q.b., sem vento e com um mar límpido, azul e não muito frio. Só para invejar, às 18.45 fui ao mar. Era única lá, o sol estava sonolento, já estava a descer e eu ali, sozinha, onde à frente só via mar e horizonte, cheirava a sal e sentia o contraste do sol quente com a água fria. Chega?

À noite uma mini-sardinhada em honra ao S.João.

Agora, soninho, muito muito. Vou dormir e só espero que os malditos dos mosquitos se decidam a não zumbir aos meus ouvidos a noite toda e que o meu quarto esteja bem fresco (sou crente, sou!)

Beijinhos*

3 sentidos:

Raquel disse...

Que rico dia!!!
E que inveja:D
beijinho e boa sorte para os exames que faltam:)))

Nokas* disse...

Ontem bem que esteve uma tarde mesmo muito boa, por isso fizeste mt bem em ir dar um saltinho à praia!
os malditos dos mosquitos tb me atormentam a noite! odeio-os! =)

Vera disse...

A mim não me chateiam muito. Vê se este ano tens cuidado com o nariz e o queixo qd mergulhas. :P