terça-feira, 19 de maio de 2009

Sex and the City

Ontem comecei a ver a história destas meninas. O primeiro episódio da primeira temporada. E como os episódios não são muito grandes vou tentar ver um por dia, agora que a Grey, a Gossip e as Donas de Casa estão prestes a abandonar-me. Também tenho para lá a segunda temporada de Clínica Privada para ver, mas essas estão em segundo plano.

Lembro-me que quando era mais nova isto dava na Sic à noite e "tinha bolinha", logo a minha mãe achava que eu não podia nunca ver, logo eu queria muito ver... E vi um episódio uma vez e vi outro uns tempos depois e... não achei piada nenhuma. Só gostava da música do genérico! O Sexo e a Cidade não é, decididamente, uma série para miúdas de 13 anos :P

Mas agora, à luz do tempo, gostei muito do primeiro episódio. Eu sei que já vi o filme e que já sei o fim da história. Eu sei que é um bocadinho machista, tem muitos exageros e situações impossíveis. Há uns anos não achava piada nenhum à história, mas agora acredito que o resto vai compensar. Os sonhos, as fantasias, as conversas, a inteligência e as diferentes perspectivas delas são o importante da história, são (alguns!!!) dos bocadinho que eu gostava de viver.

Por isso, pelas próximas semanas, fico com a Carrie, a Samantha, a Charlotte e a Miranda.

Beijinho*

4 sentidos:

Lua Escondida* disse...

Na verdade, o sexo e a cidade nunca foi das series que amei. Vi um ou outro episodio mas não vi tudo, nem sei as historias do principio ao fim. Não sou daquelas gajas que diz "ai, eu sou uma Carrie" ou "eu sou uma Samantha!"...Mas como as séries que eu acompanho estão a chegar ao fim ou ja chegaram - Anatomia, Sobrenatural, Gossip Girl - não vou dizer nunca porque ainda posso ver isso tudo! Por agora, A teoria do Big Bang e 24...


Beijinhooo*

EuDeviaTerUmBlogue disse...

epá eu tinha de comentar isto... resumo genérico dos espisódios: os homens são todos um monte de merda, uns porcos, maus na cama, não servem na cama, e quando não cumprem estes requisitos são estúpidos porque simplesmente as gajas tem de ser sempre melhores... ridículo

Vera disse...

É de mim ou já tivemos esta discussão há uns anos atrás? Mas nessa altura eu concordei contigo.

Agora (pelo menos para já!) não concordo. Não é nada disso, não se falou uma única vez mal dos homens nestes dois primeiros episódios... Há lá comportamento muito dúbios por parte de homens e mulheres mas são apenas perspectivas e de ambos os lados. Já apareceram homens parvos e idiotas, mulheres bastante vacas e burras que nem uma porta. E a sério que estou a gostar muito. É diferente do que eu imaginava e para melhor. Tem sentido de humor e diálogos mesmo fixes.

Não quer dizer que daqui para a frente esta opinião não vá mudar, mas sinceramente os dois primeiros episódios são muito bons! (Pena as roupas e afins estarem tão desactualizadas... ;) )

Beijinho***

Sara disse...

Pah vi agora o 1º episodio…Curti!!! Acho que me vai ajudar a curar a depressão "pós- final- ranhoso- de - prison - break" e alegrar os próximos meses sem Anatomia, Private Practice e afins…LOL

Bjinhos;)